Nikola Tesla – O incrível gênio que foi injustiçado!

Nikola Tesla é o cara que merece toda a credibilidade por a existência da modernidade em termos de tecnologia.

Ele foi um grande inventor nos campos da engenharia mecânica e electrotécnica.

Você provavelmente já ouviu falar ou viu algo sobre Nikola Tesla.

Mas talvez não deu atenção. É você não sabe a baita história genial que esteve perdendo.

Esse gênio nasceu em 10 de julho de 1856 em Smiljan, Lika. Seu pai Milutin Tesla era um sacerdote ortodoxo sérvio e a mãe Djuka Mandic era talentosa com utensílios.

O Tesla frequentou a escola em Karlovac, conseguindo fazer quatro anos em apenas três.

Depois de se formar então na escola de Karlovac, estudou engenharia elétrica no Politécnico Austríaco em Graz em 1875.

Algumas fontes dizem que o Tesla chegou a receber graus de bacharelato da Universidade ed Graz.

Porém a própria universidade afirma que ele não recebeu grau algum e que abandonou as aulas após o primeiro semestre do terceiro ano.

Em 1878 deixou Graz e quebrou todas as relações com a sua família, viajando para cidade Maribor, que é atualmente a Eslovénia.

Indo para essa nova cidade o Tesla arranjou seu primeiro emprego como engenheiro assistente.

Em 1980 ele se mudou para Budapeste para trabalhar de uma companhia telefônica em Budapeste durante um ano.

Após começaram as comunicações telefônicas em Budapeste em 1881, Nikola Tesla tornou-se o eletricista-chefe da mesma companhia.

Ele se tornou mais tarde engenheiro do primeiro sistema telefônico do país.

Ele desenvolveu um aparelho, que pode se dizer um “auto-falante” pois era um repetidor ou amplificador de telefones. Mas essa invenção ele não divulgou nem publicou.

Em 1982, ele foi morar em Paris, França para trabalhar na “Continental Edison Company” como engenheiro projetando melhoras em equipamentos elétricos.

Em 1984 foi para os Estados Unidos, sendo contratado pelo Thomas Alva Edison, para trabalhar na sua Edition Machine Works.

Ele permaneceu lá, até o dia que reformou completamente a área de geradores elétricos de corrente contínua da Edison Company’s.

Segundo o próprio Tesla, o Edison disse: “Você terá 50 mil dólares se conseguir fazê-lo.”

Passou meses de trabalho, e o Tesla conseguiu terminar a tarefa. Ele foi logo receber seu pagamento, mas Edison, disse que estava apenas brincando, respondeu: “Tesla, você não entende nosso humor americano.”

Em vez disso, Edison ofereceu dez dólares de aumento semanal sobre o salário de 18 dólares semanais de Tesla. Tesla recusou e se demitiu na mesma hora.

Em abril de 1887 o Tesla abriu a “Tesla Eletric Company” agora podendo demonstrar suas primeiras correntes alternada.

Isso foi só o início do que ficou conhecido como “guerra das correntes”. Por mais que Tesla demonstrasse a eficácia de corrente alternada, ainda perdia para o desejo de lucro dos empresários com a corrente contínua.

Ainda em 1887, o Nikola Tesla realizou um contrato com um grande investidor, vendendo sua patente da corrente alternada a George Westinghouse, que convenceu o governo americano a adotar como modelo-padrão de corrente alternada como meio mais eficiente para a distribuição de energia elétrica.

Assim vencendo Thomas Edison e vencendo a “Guerra das correntes”.



Como fazer sua própria Bobina de Tesla

Entre todas invenções do Nikola Tesla, essa talvez seja uma das mais \”legais\”. A bobina de Tesla é uma é um transformador ressonante capaz de produzir tensões altíssimas a uma elevada frequência.

No blog azeheb tem uma publicação de como fazer a sua própria bobina de Tesla em casa.

Segundo o blog Azeheb:

Este equipamento, requer dois circuitos básicos, é mais comumente composto por um transformador com núcleo de ar, um capacitor primário, um centelhador, uma bobina primária e uma bobina secundária.

Como funciona: O transformador carrega o capacitor e aumenta a tensão da rede. Que então é transferida para um centelhador que descarrega sobre a bobina primária.

Esta bobina é montada próxima à base da bobina secundária que é ligada a terra.

Os dois circuitos precisam ser ajustados para ressonar na mesma frequência.

Aos poucos a energia que está oscilando com baixa tensão e alta corrente na bobina primária é transferida à bobina secundária, que apresenta oscilação de baixa corrente e alta tensão.

Quando a energia se extingue no circuito primário a sua oscilação, que está apenas no secundo circuito, alimenta faísca e corona de alta frequência.

Esta combinação de alta frequência e alta tensão pode gerar um campo elétrico alto, capaz de ionizar o ar e se propagar como faíscas.

Esse tutorial a cima foi retirado do blog: Azeheb.

Raio da morte do Nikola Tesla

Em 1934 veio a público, o Nikola Tesla considerado por muitos o maior inventor de todos os tempos, apresentou um equipamento novo e surpreendente para os militares dos EUA.

Que foi chamado de Teleforce, o dispositivo foi o primeiro “projetor de feixe de partículas” da história.

Tesla afirma que em seus primeiros encontros com o governo dos EUA de que o dispositivo poderia atacar um alvo a 400 km de distância, nivelando milhões de soldados ou mesmo uma frota de 10.000 aeronaves.

Mitos e rumores sobre este dispositivo não faltam. Hoje, gostaríamos de discutir um desses boatos que cercam este o raio da morte.

A patente do disco voador de Nikola Tesla

O Tesla deu entrada a um pedido de patente um tanto diferente, ele denominou como “o primeiro disco voador do mundo“.

Ele queria fazer esse disco voador exatamente como as descrições daqueles que alegavam terem visto um OVNI.
Ou seja por dentro: com um condensador discoidal, possuindo tamanho suficiente para fornecer empuxo para o voo, enquanto outros pequenos condensadores permitiam o controle da direção do disco voador.
Ele também adicionou um sistema de estabilização por giroscópio, e um controle de impulso elétrico.

E se isto não fosse o suficiente, Tesla tinha mais: o interior da nave era equipado com telas planas e câmeras de vídeo externas para os pontos cegos dos pilotos.  O OVNI de Tesla possui olhos, e estes foram feitos de lentes eletro-ópticas, colocadas em quadrantes, permitindo assim que o piloto visse tudo.

Fontes: Ovni Hoje

Curiosidades sobre Nikola Tesla

Suas ideias no mundo foram tão revolucionárias que o Estado de Nova York e muitos outros estados nos EUA proclamaram 10 de julho, aniversário de Nikola Tesla, como o dia de Tesla.

O Tesla raramente dormia, apenas duas horas por noite e frequentemente passava mais de dois dias.

Ele tinha memória idética, ou seja ele conseguia se lembrar de tudo.

Ao contrário de alguns relatos, Tesla e Edison não eram inimigos. Embora ambos representassem lados opostos da chamada guerra da eletricidade.

Tesla tinha hábitos de higiene excessiva.

O Nikola Tesla era um poliglota e falava: Servo-Croata, Inglês, alemão, francês, italiano, latim, húngaro e tcheco.

Frases do Nikola Tesla

“O homem científico não almeja resultados imediatos. Ele não espera que suas ideias mais avançadas sejam rapidamente retomadas. Seu trabalho é como o de um agricultor para o futuro. Seu dever é estabelecer bases para aqueles que estão por vir e apontar o caminho a ser seguido.”

“Os cientistas de hoje em dia pensam mais profundamente do que claramente. Um precisa ser são ao pensar claramente, mas outro pode pensar profundamente e ser quase são.”

“Deixe o futuro dizer a verdade, e avaliar cada um de acordo com seus trabalhos e suas conquistas.”

“Eu não creio que exista algo mais emocionante para o coração humano do que a emoção sentida pelo inventor quando ele vê alguma criação da mente se tornando algo de sucesso. Essas emoções fazem o homem esquecer comida, sono, amigos, amor, tudo.”

“Nós almejamos por novas sensações, mas logo nos tornamos indiferentes à elas. As maravilhas de ontem são coisas comuns hoje em dia.”

“Cientistas de hoje substituíram a matemática por experiências, e eles afastam-se, equação depois de cada equação, e eventualmente constroem uma estrutura que não tem nenhuma relação com a realidade.”

“O mundo não está preparado para isso. É algo muito além do nosso tempo, mas as leis vão prevalecer, e um dia farão um sucesso triunfante.”

“Nossas virtudes e nossas faltas são inseparáveis, como a força e a matéria. Quando elas se separam, o homem não é mais nada.”

Todas essas frases grandiosas foram ditas por um único homem: Nikola Tesla.